Arara


Ave do gênero Anodorhynchus, Ara e Cyanopsitta. Por sua soberba ornamentação de longas penas vermelhas, que lhe dão o aspecto resplandecente, a arara entre os maias era símbolo do fogo e da energia solar. Entre os índios bribi da Colômbia, esse pássaro era considerado guia dos defuntos. É pássaro psicopompo também para os índios bororo, os quais acreditam em um ciclo complexo de transmigração da alma, durante o qual ela se encarna temporariamente na arara. Consideradas aves mensageiras dos céus e do Sol, são aves de bom agouro. Tê-las nas malocas (casas de palha dos índios) é, além disso, uma diversão para crianças e adultos, uma forma de ter bons sonhos e evitar pesadelos.

(Rosane Volpato)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um comentário: